Aquário dos Bacalhaus do Museu Marítimo de Ílhavo

O Aquário dos Bacalhaus é uma extensão no Museu Marítimo de Ílhavo, ambos da autoria de ARX Portugal Arquitectos.

O edifício de ampliação do Museu Marítimo de Ílhavo (MMI) – o Aquário dos Bacalhaus – foi inaugurado em janeiro de 2013, sendo ambos os projetos dos ARX Portugal Arquitectos, formado pelos irmãos Nuno e José Mateus.

MMI Museu Marítimo de Ílhavo

O novo corpo estabelece a ligação física entre o MMI e o edifício da CIEMar-Ílhavo, a antiga escola preparatória. O acesso, a partir no Museu, faz-se por um corredor suspenso sobre o jardim e espaço público a poente, ao longo do qual está escrita a palavra bacalhau em várias línguas. Trata-se, assim, de um edifício-percurso, que pelo exterior veste uma pele de peças metálicas de cor negra. O embasamento é em betão branco.

Este corredor conduz-nos ao espaço do aquário e ao auditório ambos localizados a uma cota inferior. O percurso em rampa circular permite-nos, assim, à medida que avançamos, obter perspectivas diversas sobre o tanque, como que nos imergindo no mundo dos bacalhaus.

Com uma capacidade de 130m3 de água salgada o tanque possui rochas de fibra de vidro que simulam o habitat natural. Quer a temperatura da água quer a alimentação representam as condições ideais para o bem-estar e desenvolvimento dos bacalhaus.

O projeto do Aquário dos Bacalhaus integra-se no Programa de Regeneração Urbana do Centro Histórico de Ílhavo (RUCHI). Tem como objetivo potenciar o número de visitantes dando a conhecer a história e cultura do mar. Trata-se do único aquário na Europa exclusivamente dedicado ao bacalhau.

Prémios

O Museu Marítimo de Ílhavo foi distinguido com o prémio CONSTRUIR 2013, como o melhor Projeto Público na categoria de Arquitetura. O Museu Marítimo já fora igualmente distinguido com vários prémios de arquitetura, como o Prémio AICA 2002 e a nomeação para o Prémio Mies Van Der Rohe 2003.

 

+INFO

ARX Arquitectos

error: