Arte urbana em Portugal

A arte urbana tem desempenhado, nos últimos anos, um papel importante como elemento de valorização do espaço público e como um potenciador de turismo. Em Portugal, Lisboa é um exemplo de incentivo a esta forma de arte, tornando -se assim num dos epicentros de arte urbana a nível europeu.

Foto de capa: pormenor de um mural de Mário Belém, na Figueira da Foz.

 

Conceito de arte urbana

O conceito de arte urbana (street art, em inglês) abrange todas as manifestações artísticas realizadas em espaço público. As técnicas usadas são diversas: graffiti, pintura mural, stencil, entre outras. Abrange igualmente outras formas de artes, como escultura ou artes performativas.

Arte Urbana CoimbraCoimbra | diversos

Surge nos Estados Unidos na década de 70, tendo um carácter efémero. Inicialmente funciona como forma de passar uma mensagem ou de protesto. Dado a sua génese ilegal, era portanto considerada como um movimento underground.

Arte Urbana Faro“Que se lixe a Troika” – Faro | autor desconhecido

Contudo, nos últimos anos, tem-se abandonado a vertente anónima e ilegal, valorizando-se, cada vez mais, as intervenções artísticas de qualidade e de autor.

Arte Urbana OdivelasOdivelas | autor desconhecido

Também o suporte utilizado, muros e edifícios degradados, faz com que esta forma de arte sirva como elemento de valorização da cidade existente. Torna-se, assim, cada vez mais frequente o incentivo da arte urbana pela parte de autarquias e de eventos culturais.

Arte Urbana Viana do Castelo  Arte Urbana Viana do CasteloViana do Castelo | autor desconhecido

Arte urbana em Portugal

Em Portugal, é em Carcavelos, no concelho de Cascais, que surgem os primeiros graffiis na década de 90.

Mas é Lisboa que se torna pioneira na promoção da arte urbana, tornando-se num dos epicentros europeus do movimento. O GAU (Gabinete de Arte Urbana) tem desenvolvido um papel preponderante na valorização da arte urbana da capital. Assim, Lisboa tem registado gradualmente um aumento no número de turistas e portugueses interessados nesta forma de arte.

Os murais dos prédios devolutos da Avenida Fontes Pereira de Melo, em Lisboa [Os graffitis da Av. Fontes Pereira de Melo], são um ponto de charneira na arte urbana em Portugal. Marcam assim uma nova forma de intervir em património degradado, dando uma nova forma de vida ao edificado e agindo como elemento de regeneração urbana.

Arte Urbana LisboaAv. Fontes Pereira de Melo – Lisboa | autores: Os Gémeos (Brasil), Blu (Itália) e Sam3 (Espanha)  

Igualmente, festivais como o Muraliza, em Cascais, o Wool, na Covilhã, o Walk&Talk, em S. Miguel, nos Açores, e, mais recentemente, o Estau, em Estarreja, destacam a arte urbana. A norte, o maior mural é o da fábrica Lionesa, em Leça do Balio.

Lionesa“Mural da Rua da Lionesa”, Leça do Balio – Matosinhos | mural colectivo

Por outro lado, instalações como a dos guarda-chuvas coloridos de Águeda, tornam-se em imagens virais que potenciam o turismo.

ÁguedaÁgueda | Instalação de guarda-chuvas no âmbito do festival Agit Águeda

Artistas urbanos portugueses

A par do aumento da popularidade da arte urbana em Portugal, também os artistas urbanos portugueses começam a ser reconhecidos cá e lá fora. Muitos deles detêm formação académica na área das artes. Assim, para quem gosta de arte urbana o seu traço é facilmente identificável e representa a personalidade artística do seu autor.

A lista de artistas urbanos conceituados, com obras em Portugal e lá fora, é cada vez maior. Destacamos:

  • Vhils conhecido pelos rostos esculpidos nas paredes.
  • Bordalo II que cria instalações e murais a partir de lixo.
  • Odeith e os seus graffitis 3D
  • Add Fuel que usando a técnica de stencil, reinventa o azulejo
  • Nomen, Mário Belém, Gonçalo Mar, Draw, Pantónio, Hazul… a lista é grande.

 

Bordalo IIOs animais com peças de lixo de Bordalo II | Leiria

Add Fuel A reinterpretação dos azulejo português por Add Fuel | Cascais

Gonçalo MAROs peixes mão a imagem de marca de Gonçalo Mar | Coimbra

PantónioFiguras entrelaçadas de Pantónio | Figueira da Foz

HazulAs senhoras sem rosto de Hazul | Porto

 

error: