Casa dos Bicos

A Casa dos Bicos é um dos exemplos mais representativos da arquitetura civil quinhentista de Lisboa.

 

A Casa dos Bicos foi construída em 1523, sendo um exemplar de arquitetura civil renascentista de influência italiana. Inspirada no Palácio dos Diamantes, em Bolonha, teria 4 pisos, mas o terramoto de 1755 reduziu-a a dois. O projeto é atribuído a Francisco de Arruda. O nome deve-se à sua invulgar fachada com pedras talhadas em  bico.

No século XVIII é reconstruída alterando-se a feição quinhentista e passando a ser utilizada como armazém.

Em 1960 é adquirida pela Câmara Municipal de Lisboa, que encomenda um projeto ao arquiteto Raul Lino para a sua adaptação a museu. Contudo a obra não seria feita.

Na década de 80 é empreendida a reabilitação da Casa dos Bicos, com recuperação total da fachada e repondo-se os dois pisos destruídos pelo terramoto. O projeto é da autoria dos arquitetos Manuel Vicente e Daniel Santa-Rita.

Desde 2012 nos pisos superiores funciona a Fundação Saramago. No piso térreo, funciona, desde 2014, um núcleo museológico. Este espaço mostra troços da muralha tardo-romana e medieval, elementos de uma unidade fabril romana de preparados e condimentos de peixe, bem como objetos de uso comum dos séculos XVI a XVIII.

 

+INFO

Casa dos Bicos – Museu de Lisboa

error: