Castelo de Montemor-o-Velho

O Castelo de Montemor-o-Velho é um dos maiores e mais antigos castelos de Portugal.

 

Montemor-o-Velho, localiza-se no distrito Coimbra. O seu povoamento remonta à pré-história, contudo a sua importância histórica remete ao período da reconquista.

Castelo de Montemor-o-Velho

O castelo de Montemor-o-Velho, um dos maiores, mais bem preservados e mais antigos de Portugal. Fazia parte da chamada Linha Defensiva do Mondego, uma rede de castelos e muralhas que serviam, assim, de proteção avançada à cidade de Coimbra.

Implantado no alto de um monte que domina a grande extensão de campos de arroz do Mondego, o castelo terá sido edificado no século IX. Sofre obras de restauro e ampliação no século XIV, que lhe conferem a fisionomia que hoje lhe conhecemos. Encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Possui uma planta irregular adaptada ao terreno. É constituído por uma cerca principal, com cinco torres, uma barbacã envolvente e uma cerca a norte. Junto a esta cerca encontra-se uma capela em ruína. No interior do recinto fortificado, ao qual se acede pela Porta da Peste, voltada a nascente, encontra-se o castelejo com Torre de Menagem, as ruínas do Paço das Infantas, bem como, a Capela de Santa Maria da Alcaçova.

Castelo Montemor-o-Velho

Capela de Santa Maria da Alcaçova

A presente capela de Santa Maria da Alcaçova é uma construção que data do século XIV, atribuída ao arquiteto Francisco Pires. Apresenta um estilo simples e naturalista, estando presentes elementos manuelinos, como por exemplo a porta lateral. No seu interior, de três naves e altar tripartido, destacam-se imagens em calcário quatrocentistas, bem como um conjunto de azulejos hispano-arábes, aproximadamente do ano 1500.

Castelo Montemor-o-Velho

Castelo Montemor-o-Velho

Paço das Infantas

No espaço central do antigo Paço das Infantas, edificado no século XIV e atualmente em ruína, foi construída, uma casa de chá, projetada por João Mendes Ribeiro. Trata-se de um edifício de linguagem contemporânea, que presentemente detém uma função diversa.

A arquitetura minimal é marcada por dois planos horizontais, pavimento e cobertura, sendo as paredes panos de vidro sem caixilharia, conferindo, assim, ao conjunto um carácter de leveza. O pavimento prolonga-se para sudeste num estrado de madeira, que acolhe uma esplanada. A envolvente é coberta de gravilha.

Casa de Chá de Montemor-o-Velho

Escadas rolantes

Inauguradas em 2013, três lanços de escadas rolantes fazem a ligação, na vertente sul, da zona baixa à cota do castelo. Este percurso pedonal assistido vem melhorar as acessibilidades ao castelo e, simultaneamente, promover a regeneração urbana da área.

Castelo de Montemor-o-Velho

error: