Traços de Hazul no Porto

Hazul é um artista urbano do Porto, conhecido pelos seus murais de linhas curvas fortes, que representam uma figura feminina sem rosto, quase como um ser espiritual.

Hazul é um artista urbano do Porto, que prefere manter a identidade no anonimato. Autodidata começou a pintar no Porto em 1997, quando descobre o movimento Hip Hop e o graffiti. Na altura fazia sobretudo tags com o seu nome e explorava o lettering. Mais tarde, numa evolução “passo a passo”, como gosta de apelidar o seu percurso, começa a criar formas abstratas.

O seu traço hoje caracteriza-se então pelo uso de formas geométricas, da linha curva e de figuras femininas sem rosto e de animais figurativos. A linha é forte e o seu universo figurativo remete-nos para a mitologia. Há, assim, um diálogo entre a contemporaneidade da arte urbana de rua e um mundo e cultura ancestrais. O azul, que é também a cor associada à cidade do Porto, está muito presente nas suas obras. Com os seus murais pretende transmitir tranquilidade, serenidade e harmonia.

No início do seu percurso pintava em lugares degradados ou abandonados, imprimindo-lhe uma nova identidade. Hoje, Hazul, desenvolve parte da sua atividade artística num atelier no centro do Porto. Trabalha por convite de entidades públicas, como no caso do mural do parque de estacionamento da Trindade, ou privadas, como a elaboração de um mural no Estádio do Dragão. Tem também efetuado exposições individuais de pintura, onde experimenta outros suportes, e feito ilustração. Contudo, Hazul nunca deixou de pintar na rua, talvez por isso, os seus murais estejam já tão associados à imagem da cidade.

Hazul

Em 2015, imprimiu o Mapa Hazul Porto onde reuniu 56 das suas pinturas no centro da cidade e cuja distribuição foi gratuita.

Grande parte do seu trabalho encontra-se no Porto, mas o seu trabalho atravessou fronteiras. Recentemente deixou em Paris mais de 70 obras, cidade que considera uma referência na arte urbana.

 

Hazul

Hazul

Hazul

Hazul

+INFO

Hazul – Página Facebook

 

error: